Comunidade na Escola

Quem Somos

SÉRGIO SANTIAGO – Coordenação de Conteúdo

Diretor da Companhia Arlequins de Teatro, uma das companhias fundadoras da Cooperativa Paulista de Teatro.

Dirigiu “Pra Não Dizer que Não Falei das Flores” espetáculo apresentado no 13º Festival de Teatro de La Habana em 2009, “Medida por Medida”, “Orfeu Despedaçado”, “Castro Alves Livre”, “Certas Palavras”, “Vem Vento Ventar” entre outros.

Atualmente dirige o espetáculo “Filhos da Dita” sobre a ditadura militar e faz a coordenação geral do projeto de Teatro Educativo da Divisão Administrativa de Apoio ao Programa Comunidade na Escola da Secretaria de Educação de Guarulhos.

RAIMUNDO MEDEIROS DE AZEVEDO – Coordenação de Relação com as Comunidades

Arte educador, radialista, artista circense e repórter jornalístico. Idealizou e atuou por quatro anos como âncora do telejornal diário “Guarulhos Agora” e hoje encabeça a equipe da Zig-Zag Produções, onde produz a revista eletrônica “Guarulhos Acontece”, um programa jornalístico, cultural e de entretenimento que divulga a notícia de forma dinâmica e irreverente, veiculado pela TV Cantareira (canal 12 da NET). WWW.TVCANTAREIRA.COM.BR Além de produzir grandes eventos, Raimundo Medeiros de Azevedo (o repórter Zig-Zag) também agencia grupos ligados a todos os ramos culturais e presta assessoria em marketing e política.

VANDA MARTINS – Coordenação Administrativa

Radialista e assessora de comunicação. Foi apresentadora e diretora executiva da TV UNIFESP de 2000 a 2008, desenvolveu projetos com veículos de comunicação TV Metropolitana, TV 58, Rádio Boa Nova, TV UNICSUL, SENAC e produtoras de São Paulo.

Faz parte da equipe de coordenação do projeto de Teatro Educativo da Divisão Administrativa de Apoio ao Programa Comunidade na Escola da Secretaria de Educação de Guarulhos.

NILSON FERREIRA – Arte-Educador

Ator, autor, diretor de teatro, roteirista, danaçarino e cantor. Nasceu no bairro da Liberdade em São Paulo. Formado em Artes Cênicas pela Universidade São Judas Tadeu, passeou também pela Publicidade na Universidade Brás Cubas e Danças Populares e Étnicas na Escola de Teatro Brincante. Iniciou suas atividades artísticas desde garoto, quando foi convidado por Jaime Barcellos a participar de um teste para ganhar uma bolsa de estudos de Artes Cênicas. Nilson Ferreira passou no teste para estudar ao lado de Glória Pires, Lucélia Santos, Carlos Richelli entre outros. Desenvolveu vários trabalhos quando de sua passagem pelo TEATRO ESCOLA CÉLIA HELENA, envolveu-se com figuras ilustres do cenário teatral, musical e corporal; Gianfrancesco Guarniere, Marco Antonio Rodrigues, Célia Helena, Myriam Muniz, Paula Martins, Betho Silveira, Renato Borghi, Tatiana Belinky, Paula Goulart, Nicete Bruno, Jacques Lagoa, Milton Nascimento, Ruy Guerra, Vanja Orico, Iara Jamra. Em 2008 foi selecionado a participar do Curso de Arte Folclórica Brasileira pelo TEATRO BRINCANTE com a supervisão de Antonio Nóbrega, Roseane de Almeida e Isabel com o patrocínio da VOTORANTIN. Lecionou Artes Cênicas e Danças Populares no CENTRO DE CONVIVÊNCIA na Cidade de Suzano para pessoas especiais e com Síndrome de Down. Atualmente trabalha na direção do espetáculo de sua autoria VANJA BONITA DO CANGAÇO BRASILEIRO e na pré produção de seu roteiro A TÁBUA DO TEMPLO – O Musical! Filme de longa metragem em fase de análise por MARIZA LEÃO e SÉRGIO RESENDE produtores do filme “Salve Geral”.

VALDIRENE APARECIDA FERREIRA – Arte-Educadora

Atriz, Artista Plástica, Figurinista e Cenógrafa da Companhia Teatral Itabira. Atua em Arte – Educação desde 1.993. Desenvolvendo projetos junto a Instituições do Estado de São Paulo preconizando a complementação sócio-cultural -educativa de crianças e adolescentes,  favorecendo o acesso às artes e a conquista da cidadania.

NAELBA APHONSO – Arte-educadora

Atriz, diretora de teatro e pesquisadora da área cênica. Especialista em Artes Cênicas com foco de pesquisa em direção teatral pela Faculdade Paulista de Artes, onde também é Bacharel em Artes Cênicas desde 2003. Atualmente está em sua segunda disciplina no Programa de Pós Graduação – nível Mestrado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Desenvolve trabalhos sócios educativo em São Paulo desde 2002. Como atriz, destacam-se as montagens: “Vermelho Púrpura” (Libelo Cia Teatral-direção: Laila Lima/2011); “A Semente da Verdade” (Cia Tramedia – Festival de Teatro de Curitiba; Rede SESC SP; Virada Cultural 2010 e TV Cultura/2007 a 2010); “A Casa de Bernarda Alba” (TBC – 2003); “Maratona de Dança” (Teatro Maria Della Costa-direção: Roberto Vignati/2003); “O Inspetor Geral” (Teatro Ruth Scobar-direção: Augusto Marin/2003); “Anjos Perdidos” (FPA-direção: Mario Santana/2002); “O Auto da Compadecida) (Teatro Paulo Eiró-direção: Robson Vellado/2000/2001); “Romeu e Julieta” (Café Teatro Vila Nova-direção: Carla Fioroni/1998); “Fragmentos Televisivos” (INCENNA-direção: Monah Delacy/1997). Integra a Libelo Cia de Teatro, da qual foi diretora dos espetáculos: “Libelo” (2004); “Sete Minutos” (2005); “Fragmentos – quando as almas gêmeas se desencontram” (2005); “Tico tico no fubá” (2006); “Egos” (2007/2008) e atualmente atua na nova montagem “(RE)lações – um mundo mascarado” com direção de Alan Paes.

RICARDO ALMEIDA – Arte-Educador

Ator, maquiador caracterizador. Iniciou sua carreira no grupo “E.P.A.C” – Estudos e Pesquisas das Artes Cênicas em 1996, onde participou de vários espetáculos adultos e infantis.  Em 1999 fez parte da fundação do grupo “Panorama Teatral” que no mesmo ano participou da implantação do programa de coleta seletiva de lixo, junto à Secretaria de Meio Ambiente de Guarulhos. E Em 2002 na “Cia das Fajutas mulheres” participou do projeto Mutirão com o espetáculo “Vizinha do lado”.

Venceu a mostra de teatro de Guarulhos M.O.T.E em 2006 com o espetáculo “O Defunto”.

Em 2010 com o grupo Panorama participou do programa Comunidade na Escola da Secretaria de Educação de Guarulhos com o espetáculo “Criança Inteligente faz o lixo diferente”.

As experiências com maquiagem se iniciaram em 2002 no evento “Noites de Terror do Paycenter”  em São Paulo no qual atuou em 9 edições, tendo hoje trabalhos reconhecidos no teatro, TV, cinema e grandes eventos como o carnaval paulistano.